(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "//connect.facebook.net/en_US/all.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk')); window.fbAsyncInit = function() { FB.init({ appId: '409742669131720', // Change appId 409742669131720 with your Facebook Application ID status: true, xfbml: true, cookie: true }); }; $(document).ready(function() { $('.linkedinshare w-button').click(function() { FB.ui({ method: 'feed', name: 'Manoj Yadav', link: 'http://www.manojyadav.co.in/', picture: 'https://www.gravatar.com/avatar/119a8e2d668922c32083445b01189d67', description: 'Manoj Yadav a PHP Developer from Mumbai, India' }); }); });

Cirurgia inovadora contra o câncer

Um procedimento praticado apenas em grandes centros de tratamento contra o câncer no Brasil foi recentemente feito no Hospital Regina, em Novo Hamburgo

A equipe composta pelos cirurgiões gerais e oncológicos Dr. Carlos Antonello, Luiggi Leonardi, Dr.Fernando de Marco, o cirurgião geral Dr. Fernando Smith realizaram a Cirurgia de Citoredução Peritoneal com Quimioterapia Hipertérmica – conhecida como HIPEC. Também fizeram parte da equipe a anestesista Dra. Hosana Chinazzo e a biomédica Renata Gabaldi.

O procedimento consiste em uma técnica cirúrgica promissora, utilizada em certos tipos de cânceres, que se disseminam pelo peritônio (tecido que reveste toda a parte interna do abdômen e seus órgãos). A técnica se baseia em realizar um procedimento cirúrgico, onde se remove todo o tecido tumoral existente na cavidade abdominal, não deixando a doença acima de 1 mm, necessitando, pela técnica, ressecção seriada e estratégica de múltiplos órgãos que estejam comprometido pelo câncer.

Após essa minuciosa e precisa cirurgia é aplicada quimioterapia aquecida na temperatura de 42°C, por cerca de 90 minutos onde o medicamento quimioterápico em concentração, bem superior ao administrado pela via intravenosa, penetra cerca de 2mm eliminando a neoplasia residual. Essa técnica permite uma melhor absorção da medicação no tecido tumoral, destruindo uma maior quantidade dessas células, diferente da quimioterapia tradicional que faz com o que o medicamento circule por todo o corpo do paciente. Assim, a HIPEC auxilia aumentando a sobrevida dos pacientes, tempo livre de doença e apresentando chances de cura. O procedimento realizado pela equipe CICON VS, foi feito em uma paciente de 29 anos, com auxílio de materiais especiais, trazidos especialmente por uma empresa de São Paulo para prestar suporte durante o processo. 

O coordenador da clínica Dr. Carlos Antonello argumenta que “esse procedimento é um avanço para a medicina da região, pois ele visa tratar e dar novas chances a pacientes que até pouco tempo atrás não tinham chances de cura e apenas recebiam tratamento paliativo com quimioterapia intravenosa. O cirurgião Dr Antonello, realizou treinamento no Istituto Nazionale dei Tumori, em Milão/Itália, para execução desse procedimento e ressalta que essa técnica não pode ser empregada para todos os tumores, e que o sucesso na sua aplicação depende da seleção adequada do paciente e da equipe com múltiplos profissionais capacitados para a sua execução.

Equipe de profissionais que realizaram o procedimento (da esquerda para direita): Dr.Fernando de Marco (Cirurgião geral e oncológico), Dr. Luiggi Leonardi (Cirurgião geral e oncológico), Dra. Hosana Chinazzo (Médica anestesista), Dr. Fernando Smith (Cirurgião geral), Dr. Carlos Antonello (Cirurgião geral e oncológico) e Renata Gabaldi (Biomédica).

Saiba mais sobre o nosso Centro Cirúrgico: Acesse agora


INSCREVA-SE
*Campos de preenchimento obrigatório.
Inscrição realizada com sucesso! Agradecemos seu interesse! Em caso de dúvidas ligue 3553-8929
Algo deu errado. Tente novamente!

Compartilhe nas redes:

blog

Outras publicações

Notícias
Hospital Regina implanta novo método de Classificação de Risco

Como objetivo de qualificar e garantir a segurança dos pacientes que procuram atendimento no serviço de Urgência e Emergência, o Hospital Regina iniciou, no dia 04 de setembro, a implantação do Protocolo de Manchester. O protocolo é um sistema universal de classificação de risco, que visa determinar a prioridade clínica do paciente, garantindo que o primeiro atendimento médico ocorra no tempo adequado.

Notícias
Hospital Regina engajado na luta contra o Câncer

O Hospital Regina, reafirmando seu compromisso e preocupação com o assunto, participou do congresso Todos Juntos contra o Câncer, representado pela Diretora Executiva Gisele Albaneo e pela Gerente Administrativa Aline Girsh.

Notícias
Workshop abordou apoio e olhar para a mãe que amamenta

Para muitas mamães, o aleitamento é algo que ocorre de forma tranquila e natural. Apesar disso, é um assunto que envolve dúvidas, incertezas e medos e que exige força e coragem. Pensando nisso, o Hospital Regina realizou na quarta-feira, 04, o 1º Workshop de Aleitamento Materno

CONTATO

Envie sua mensagem

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.